A impunidade continua…e a chuva também

By  |  0 Comments

jc1

Jornal do Centro – 20-10-2014

Estas últimas 4 semanas foram repletas de acontecimentos. Enumerando alguns nomes, é possível identificar alguns desses acontecimentos.

António Costa (AC), Rui Tavares (RT), Pedro Nuno Santos (PNS), Pedro Passos Coelho (PPC), Marinho Pinto (MP), Nuno Crato (NC), Paula Teixeira da Cruz (PTC).

As eleições primárias no PS decorreram da melhor forma com uma grande vitória de AC. Ficou provado que fazia sentido a sua disponibilidade, o PS sai a ganhar deste processo e AC já é a centralidade do debate político.

O Congresso do “Livre” foi notícia pelas melhores razões e resultou numa” fotografia” histórica, juntando RT com AC e Ana Drago. Convém agora dar seguimento a esta atitude, encontrando e juntando soluções alternativas de política à esquerda.

PNS começa a despontar nesta nova liderança do PS. Está perto do líder parlamentar e vai coordenar o inquérito ao BES. Como “não brinca em serviço”, é caso para dizer que algumas pernas já tremem.

MP lançou um novo partido e já fez o “striptease salarial”. A onda vai ser esta. Infelizmente, não estará aqui para acrescentar nada. Na forma e no conteúdo, a disposição é para destruir.

PPC foi surpreendido pelo “Caso Tecnoforma”. Os portugueses ainda não estão esclarecidos. Mas pelo menos, sabem que PPC é uma pessoa remediada e que ainda paga o empréstimo da sua casa. E que também se esquece muito facilmente, até porque ele nem gosta muito de salários.

NC é o rosto do falhanço na colocação dos professores. Admitiu o erro, pediu desculpa, mas continua. Vamos ver se os alunos também não serão aconselhados pelos pais a usarem o mesmo género de desculpas nas avaliações curriculares. Isto, se já tiverem aulas entretanto.

 PTC é o “Crato” da Justiça. Tanto na justiça como na educação, ambos lutam incansavelmente por ser o pior. O “Citius” está paralisado há 2 meses e sem previsão de resolução, porque tal como diz a ministra: “há uma previsão, mas não vou falar porque no dia 1 de Setembro, fui avisada que o sistema estava a funcionar e depois já não estava”. Muito bem. Continue então o seu trabalho.

Portanto, ninguém assume as responsabilidades. Ninguém tira consequências. A impunidade continua…mas só para alguns. Porque se chove em Lisboa, a culpa deve ser de AC. E se chove no resto do país, deve ser porque Sócrates já não está em Paris.

Haja esperança. AC será primeiro-ministro. Porque os portugueses desejam e sabem bem o que querem. Mas preparem-se. A chuva é garantida e não há Verão para ninguém. Enfim.

José Pedro Gomes

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.