Acesso para tod@s

By  |  0 Comments

A Assembleia Municipal de Viseu é agora um espaço mais aberto a todos os munícipes. Foi com agrado que vi a notícia de abertura de um horário para receber cidadãos, tanto por parte dos serviços administrativos, como dos deputados municipais. Faz sentido. Há abertura. Há aproximação entre eleitos e eleitores.

No entanto, continua a faltar outra coisa. E refiro-me às reuniões ordinárias da Assembleia. Uma política de comunicação tão forte e abrangente como a da câmara municipal, não se coaduna com reuniões da Assembleia Municipal de Viseu sem transmissão online.

Estamos em 2014. É das medidas mais básicas no sentido de aproximar os eleitos dos eleitores, promovendo, por um lado, a participação democrática e, por outro, incentivando uma cultura de responsabilização e prestação de contas.

Obviamente, a maior parte dos viseenses não consegue assistir porque, para quem não sabe, as reuniões acontecem às segundas-feiras durante o dia. Como é normal, o principal motivo (das que pretendem ir, pelo menos) será “questões profissionais” (ainda que actualmente seja um luxo ter essa “justificação”).

Podem-me dizer que o acesso ao espaço onde acontecem as reuniões é permitido a todos e que existem actas das reuniões. É verdade. Qualquer pessoa pode assistir e até intervir num momento especialmente reservado para isso. Mas, para além do dia escolhido, o horário é impeditivo por não ser pós-laboral, e também seria “interessante” ter uma ferramenta para ficar a saber quantas visualizações terá um documento como essas actas. Não chega. Quantas e quantas intervenções de grande nível se perdem e deixam de ter impacto? Quantas coisas aconteceram nestas reuniões e que nem a comunicação social conseguiu transmitir para a população?

Se alguém quiser questionar como se pode então fazer, nada melhor que responder indicando um exemplo com sucesso: Lisboa. Aqui ficam os links para se entender como se faz:

http://www.am-lisboa.pt/

https://www.youtube.com/user/AssembleiaCMLisboa

https://www.youtube.com/user/camaralisboa

Para além de ter um site próprio muito completo, é possível assistir em directo às reuniões da Assembleia Municipal de Lisboa e depois fica tudo gravado e disponível no youtube.

É bem possível que essa medida não seja do agrado do poder. Afinal, é de escrutínio público que estamos a falar. Era muito interessante verificar, por exemplo, o que Almeida Henriques “deixou passar” nos anteriores mandatos (era Presidente da Assembleia), e o que propugna agora. E tenho a certeza que até a própria oposição seria mais exigente consigo própria.

Esta transmissão online é portanto uma medida que se enquadra totalmente na lógica que tem vindo a ser seguida pela política de comunicação da câmara, desde que assumiu funções no final de 2013. A menos que essa política, esse espírito de abertura…afinal…seja só “fachada”. Espero que não.

José Pedro Gomes

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.