As simple as that.

By  |  0 Comments

A questão ficou resolvida e, por agora, é dar seguimento ao voto democrático que quase sempre sempre se concretiza de uma determinada maneira: esperar para ver.

Aliás, em abono da verdade nem havia muito para analisar/opinar, caso se estivesse atento aos últimos acontecimentos no velho continente.

É certo que não temos por cá muitos tipos de penteado desbragado, mas há algum tempo que proliferam por esta Europa fora, tipos de linguagem directa e com um estilo inesquecível na hora de votar. Malta de linguagem fácil e prontos a concretizar o que muitos pensam, estão há muito a subir degraus na politica europeia. E a conquistar terreno face aos politicos convencionais.

Aqueles de ar snob (e comprometido), de discurso amarragado, politicamente correcto, sem arte e sem surpresa.

Muros? Expulsão de emigrantes ilegais? Discurso xenófobo? Há muito que sobre essa matéria a América não nos ensina nada. Bem pelo contrário, temos por cá dos melhores alunos.

Quanto a este que acaba de chegar e que até Os simpsons, profetizaram que seria um dia presidente dos EUA, não nos merece muito mais atenção do que já demos a outros. Até porque o denominador é comum a todos os politicos: não cumprem o que dizem e Donald Trump, não será, a bem de todos nós, excepção. As simple as that!

Rúben Fonseca