Marcelo e os outros

By  |  0 Comments

Podia ser um título diferente? Podia. A história podia ser outra? Podia.
Mas não há qualidade na oposição a Professor Marcelo Rebelo de Sousa.
Melhor, penso que ser oposição do Professor não será a melhor estratégia e portanto diria que os restantes candidatos não reúnem as condições base ou pilares de uma boa campanha, ou seja, faltam ideias, falta discurso, capacidade de persuasão, empatia com os públicos e reconhecimento social. O Presidente da Republica deve ser alguém respeitado pela maioria dos portugueses pelos seus feitos, pelas palavras, pelas suas causas e participações, independentemente do partido político que representam ou representavam. Não esqueçamos que é uma figura que representa o país fora de portas e suas competências são fortes no plano institucional, para não falar que a última palavra é sempre do Presidente da Republica no momento de promulgação ou veto de leis. Os portugueses devem zelar por esta posição, mas devem também exigir que seja representada com autenticidade.

Olhando para estas eleições com uma análise simples, parece-me mesmo que o Professor Marcelo Rebelo de Sousa está confortável mas não satisfeito. Quer mais. Como se só fizesse sentido vencer se realmente obtiver uma opinião favorável e esmagadora da sociedade portuguesa em relação à sua candidatura. Julgo que é mínimo que ele pode exigir a si próprio, uma vez que nos últimos anos as suas palavras têm acompanhado os pensamentos de muitos portugueses, militantes de partidos ou não, sem haverem barreiras à crítica seja ao governo, seja à oposição, independentemente de quem ocupa respetivas posições.

Francamente, em relação aos outros candidatos, destaco Jorge Sequeira, pessoa que reconheço o seu trajecto profissional bem como algumas ideias que também partilho. Porém, entendo que a campanha deste candidato apenas tem um objectivo, que é: aparecer. Caso se candidate nas próximas eleições será certamente um reforço de confiança que dará à sua própria proposta e poderá ser um candidato a valer.

De resto, estou para ver o desfecho da novela Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém, bem como espero continuar a ver os Shows do Tino e os “bitytes” do Henrique Neto. Tem sido uma temporada engraçada e assumo que me tem ajudado a motivar neste início de 2016. Pelo menos abstrai e já não é nada mau.