Sol aos quadradinhos

By  |  0 Comments
Pela primeira vez, alguém que foi Primeiro-Ministro português é detido e levado para interrogatório com o pior desfecho: a prisão preventiva. O nome José Sócrates está a correr o mundo pelos piores motivos. A imprensa estrangeira classifica este acontecimento como um “terramoto politico”, e nada beneficia Portugal e imagem que tem no exterior.

O PM é a figura importantíssima para o país, é um exemplo, uma honrosa função de Estado, logo, não pode estar sujeito a acusações de corrupção. É uma vergonha. De facto, custa a entender a possibilidade de incompetência e corrupção grave num órgão de Estado com tão elevada importância nacional, mas a ser provado devemos então reflectir sobre o ponto de situação da democracia portuguesa e a politica em geral. Não querendo com isto dizer que se deve olhar para os aspectos negativos, mas pelo contrário, tirar proveito do melhor que se retira deste acontecimento, a aprendizagem. Em relação à actividade politica, só tenho uma certeza, depois do dia 24 de Novembro nada será como dantes. Que isto sirva de exemplo para as gerações futuras.

Por agora, esperemos que o assunto vá para além da “prisão preventiva” e que se faça justiça a sério com quem foi corrupto enquanto forçava os portugueses a viverem dificuldades extremas.


Gustavo Brás

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.