Syrisa e sai Grécia

By  |  0 Comments

Grécia vai para eleições. E como nós dizemos por cá “o povo é quem mais ordena”. Em democracia temos que respeitar as opções do povo e não pode haver “mas” ou “se”. O caso da Grécia, de facto, assusta os ocidentais europeus porque não estão a imaginar a extrema esquerda orientar os desígnios do país, ou continente se considerarmos que vivemos já em modo Europa. Em modo Europa, parece que não vivem os gregos.

Possivelmente, o Syrisa não ganhará as eleições devido às suas boas ideias para a Grécia, mas sim por uma ideologia que hoje garante às pessoas a irreverência e impaciência com os acontecimentos passados nos últimos anos de recessão económica e degradação das famílias gregas. Uma ideologia irresponsável que consegue através da insistência convencer os mais fracos, que por sua vez estes foram os principais culpados por votarem nas pessoas que durante décadas usaram e abusaram de politicas demolidoras para o estado grego.

Agora, graças ao modo de fazer politica sem propostas e de constante ataque propositado à oposição, vamos esperar pelas eleições com muita expectativa e aguardar os próximos episódios da evolução da Grécia e dos restantes países europeus. Pode ser este o passo para a saída da Grécia do Euro.

Uma coisa é certa, desta vez não será Portugal a cobaia da Europa. Pelo menos, não seremos nós os governados pela extrema-esquerda. Vamos lá ver como é que isto corre primeiro com os nossos amigos.

Gustavo Brás

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.