Uma UE para além das sanções

By  |  0 Comments

O Reino Unido decidiu. Muito dividido, mas decidiu e com grande afluência.

Espera-se que o debate na Europa ultrapasse a questão das sanções aos seus membros, e se foque, no fundo, na sua sobrevivência.

Se a Europa não perceber que este referendo terá um efeito dominó noutros países, e se não se preparar para isso, vai colapsar.

Porque a discussão deve ir além das consequências desta decisão britânica no comércio internacional, além do turismo, além da desvalorização monetária.

Porque é de paz e de cooperação que falamos, quando a discussão se centra e se centrou em imigração, por exemplo.

Porque é de paz e cooperação que falamos, quando a discussão se centra e se centrou em nacionalismos.

É essa paz e essa cooperação que estão também em risco, valores fundadores do projecto europeu (importante não esquecer que isso também pode estar em risco no próprio Reino Unido, perante as posições diferentes sobre a permanência na UE que ficaram vincadas).

Haja capacidade de todos para prevenir essa desintegração. E já agora, atenção a Marine Le Pen. Ontem, ela também ganhou.

José Pedro Gomes